terça-feira, 17 de março de 2009

Amores Virtuais - Parte II

AMORES VIRTUAIS, EU VIVI!

Assim que conheci a net em 2001, conheci os sites de relacionamentos e foi numa época em que estava muito carente e esperava encontrar um grande amor. Mas sinceramente é algo bem difícil, tanto na internet, quanto no dia-a-dia.

Tudo que faço costumo ser intensa e nesse lance de site de relacionamentos não foi diferente. Eu chegava a marcar com três caras por semana pra ver o que ia dar. Não gostava de conversar muito tempo virtualmente, gostava de partir para o olho no olho. Posso dizer que conheci muito cara estranho, desde aqueles que querem um sexo rápido e diz que te adorou e esta apaixonado para sumir no dia seguinte, até um doido que disse pra mim que tinha uma arma embaixo do banco do carro. Me levou para umas ruas escuras, eu tinha certeza que ele ia me matar, já estava até me despedindo da vida. Quando ele parou num boteco horrível e disse que não tinha dinheiro, que era para eu pagar tudo. Eu amedrontada por achar que ele poderia ter parceiros por ali, esperei que ele bebesse bastante e quando foi ao banheiro, saí correndo feito uma desesperada com um salto altíssimo. Me joguei na frente do primeiro taxi e esse foi o final da minha experiência com site de relacionamentos. Tomei horror a esse tipo de "canal".

Mais tarde eu criei um grupo de debates no Yahoo. Ali eu conheci um cara que foi um grande amor na minha vida. Algo tão forte que até hoje ainda me lembro dele. Nosso primeiro encontro foi mágico, daqueles de filmes românticos mesmo. Mas como ele morava em outro estado e ainda era casado na época, a coisa acabou não dando certo.

Nesse mesmo grupo de debates eu conheci meu ex-namorido, esse com quem vivi quase cinco anos. Não posso dizer que foi uma paixão tão intensa como o que senti pelo primeiro. Mas vivemos muitos bons momentos juntos.

Minha opinião sobre amores virtuais é que eles não devem ficar no virtual por muito tempo, senão você acaba idealizando a pessoa demais e quando se conhecem pessoalmente a chance de dar errado é grande. Amores virtuais tem tanta chance de dar certo quanto amores que encontramos fora da internet. Relacionamento amoroso é algo difícil, que deve ser cultivado a dois, é muito bom, mas tem suas dores também...

Sinais
Por El Negro



______________

A nova enquete já está rolando, não deixem de votar. Afinal, no próximo domingo voltamos com um tema escolhido por vocês.

10 comentários:

Daniel Savio disse...

Uia, fala sério que a senhorita Damas de Cinzas encontrou ate "meliantes"?!

Putzs, maior merda isso.

O comentário de El Negro vou ficar devendo, pois o video não abriu...

Fique com Deus, menina e menino.
Um abraço.

Dama de Cinzas disse...

El Negro, vi o vídeo e achei muito bom!

Beijocas

Ruberto Palazo disse...

Alguem teve paciencia, rsss
O video é longo, mas vale a pena... acho que de um jeito leve e atraente diz muito sobre o tema "amores virtuais", em que os sinais são fundamentais para aproximar pessoas.

Beijuuu!

Autor disse...

Eu vi o video tb.
Como meu inglês é perfeito, rs... Mas até que entendi, hahahaha

Yussef disse...

Uaau!
Tu mergulhou no denso e inescrutável reino dos amores virtuais baseados em "sites de relacionamentos"?
Primeiro tenho que bater palmas pra tua coragem e destemor.
Segundo tenho que dizer que tu correu um risco fabulosamente grave.
Terceiro que tu deve ter histórias absolutamente engraçadas sobre as pessoas pitorescas que conheceu, rsrsrs
Para mim, essa mídia (site de relacionamentos) é tão somente um jogo, um passatempo.
Meu povo vê com muitas reservas esse tipo de enlaçamento entre pessoas.
Mas certamente a tua experiência te valeu uma visão mais elaborada sobre a relação humana.
Bjos e bom sábado.

O amor e etc. disse...

Meu primeiro namorado foi um namorado virtual, mas ele morava muito longe, eu sou do nordeste e ele é do sul.Tudo acabou depois de uns messes. Nos perdemos nesse vasto mundo da internet, perdemos nossos números de telefone! Mas nos encontramos por acaso dois anos depois.
Cara, essa história do homem com um arma... eu ri muito!! rs rs rs

Tathiana disse...

Acho q a net ampliou fronteiras. Já vi relacionamentos que começaram assim e deram certo. Mas há os riscos. É preciso ter cautela.
Bjs.

Tathiana disse...

E adorei o filminho, El Negro.
Bjs.

Zingara disse...

Gente, falei sobre blind date hoje e tem muita coisa que você citou que eu concordo MUITO. Pareceu um plágio da minha parte, já que seus posts são mais antigo (o parte i e ii). Adorei. hehe

Beijos,
Zin

Dri disse...

Eu nunca tive talento pra flertar com uma máquina, acho que para algumas coisas, sou antiquada (e que nem Gabriela, nasci assim, cresci assim e morrerei assim rsrsr). Preciso de olho no olho, afinidades e toques de mãos. Mouse e teclado pra namorar eu até tentei usar, mas não consegui rsrsrsrs