sábado, 7 de fevereiro de 2009

Homossexualidade- Parte I


Minha relação com o mundo gay


Se me perguntasse há uns dois anos atrás se eu teria amigos gay, diria NÃO com letras maiúsculas.
Meu único contato com um gay assumido era com um tio e mesmo assim esse contato se restringia a encontros familiares.
Sempre tive preconceito, não acho natural e seria hipocrisia minha dizer que é normal, porque se fosse normal seria aceito e reconhecido pela sociedade.
Entretanto, minha relação com o mundo gay mudou no dia que um amigo me contou com muito esforço que ele era gay.
Minha reação não foi de surpresa, ou espanto, ou repulsa. Até porque sempre desconfiei desde a primeira vez que falei com ele e até perguntei, mas como ele disse que não e sempre conversávamos sobre as paqueras com o sexo feminino que ele tinha, fiquei com o não que ele me deu a minha indagação como a resposta oficial.
O que eu disse a ele? Eu sempre soube!!! Ele respondeu: Mas eu precisava te contar!
Aliás, eu era a primeira pessoa hetero com quem ele divida tal segredo. Então minha reação foi dizer que nada mudaria na nossa amizade, que eu o amava mesmo assim..... Amava e amo muito ainda.
Então, como amizade exige convivência, eis que ele me apresenta o mundo gay e eu assustada e decepcionada descubro que o mundo é gay e deve ser por isso que ainda estou solteira.
Acho que vem daí também um pouco do meu preconceito: os homens interessantes ou são casados ou são gays.
A parte boa de andar com gays? São inteligentes, alguns lindos, tem senso de humor e bem sucedidos.
A parte ruim: é muita putaria! Eu acho que as mesmas regras de um relacionamento hetero tem que valer pra um relacionamento homossexual: fidelidade, lealdade, cumplicidade e verdade sempre!
Mesmo hoje em dia tendo amigos gays, viajando com eles, saindo, passando reveillon juntos eu não frequento (e não é por fala de convites) boates/bares/festas GLS. Não tenho vontade, não me sinto à vontade, assim também como continuo não me sentindo confortável ao ver dois homens ou duas mulheres se beijando.
Aceito meus amigos, porque não é a opção sexual, a cor, a religião, que fazem deles meus amigos e sim o companheirismo, a amizade, o conforto nas horas tristes, a felicidade compartilhada das conquistas.
E não é porque aceito meus amigos que tenho que aceitar a orientação sexual e o estilo de vida que escolheram.
Apenas respeito porque acho que é isso também o papel da amizade.
Respeito e desejo que sejam muito felizes da maneira que desejam viver.

---

Homossexualidade É Natural

Eu tenho umas opiniões meio, para não dizer totalmente radicais sobre certos assuntos e esse é um deles.
Sou totalmente a favor da homossexualidade porque não a vejo como um tabu, como algo que Deus abomina ou contra a natureza, mas sim um lado que todo ser humano deveria exercitar! Abrir seus horizontes!
Sempre achei uma bobagem essa coisa de se escandalizar ao ver dois homens ou duas mulheres dando aquele beijão gostoso na boca. Afinal, que mal existe nisso? Em que a homossexualidade pode ferir alguém, a não ser nesses conceitos caducos que nossos pais e avós teimam em passar pra gente? Vamos sacudir isso! E criar a nossa própria opinião, não só sobre homossexualidade, mas sobre tudo!
Nunca senti atração por mulheres, mas pegaria a Angelina Jolie sem pestanejar... Ahahah!!! Não sei se vocês sabem, mas ela é a mulher mais "pegável" entre as heteros...
Bem, mesmo não gostando de mulher sexualmente, um dia surgiu a oportunidade e transei com uma. No final não gostei muito, a pele era macia demais para meu gosto... rs... No entanto, me descobri bissexual pra beijo! Olha que legal! Hoje em dia posso beijar homens e mulheres e sentir prazeres diferentes e na mesma intensidade. Tudo questão de se permitir.
Chato mesmo foi essa coisa da religião entrar e dizer que homossexualidade é errado. Errado é matar, roubar, torturar.
Amor entre duas pessoas não pode ser errado e se Deus julgasse que isso é errado, os animais não praticariam, já que seria antinatural!
Sou uma simpatizante quase bi! E afirmo: homens bi tem um charme que me encanta, são menos machistas e mais abertos ao novo!
Se permitam! Essa é a minha dica!

---

E na a quarta, mais dois textos sobre o assunto!
Não percam o ponto de vista do Autor e do El Negro!
E não se esqueça: você pode escolher o que gostaria de ler no próximo post, é só votar na enquete.

46 comentários:

confissoesaesmo disse...

Pontapé inicial foi dado!
Agora é sorte pra nós!
Estou adorando fazer parte desse projeto!

Fernando disse...

Esse blog é uma daqueles que surgem e a gente quer se matar por não ter tido a idéia antes. Muito show.

Adorei os textos de hoje, interessantes pontos de vista. No aguardo dos dois próximos. Já dei meu voto na enquete ali do lado.

Sucesso e abraços aos quatro!

Joyce disse...

Interessantes mesmo os pontos de vista.

E quanto a saudade, acabei de escrever sobre ela!

Bjos

Serginho Tavares disse...

como A DAMA DE CINZAS disse: a religião sempre empata tudo
mas com relação ao que QUASE TRINTA falou eu discordo com relação a putaria. o mundo hetero é tão devasso quanto mas esconde melhor.


adorando esse blog novo

Leo disse...

Como o Serginho, acho também que a questão da putaria é meio relativa. Ok, não sou a pessoa mais indicada a comentar, pois também não sou tão "in" assim do mundo gay. Mas acho que os héteros não são tão menos promíscuos... E se forem, com certeza é por conta de um conceiro histório em relação às mulheres como mães de família e damas de respeito. Essas coisas não mudam da noite pro dia e não "ficaria bem" sair transando com qualquer um...
No mais, acho que a quase trinta só peca ao falar d"o estilo de vida que eles escolheram". É a velha discussão homossexual: Não se trata de escolha. Assumir sua busca pela felicidade não é uma escolha. E infelizmente se eu pudesse escolher não ser gay, escolheria.
Ainda aguardo ansioso o dia que estarei totalmente confortável pra dizer que voltaria gay em outra vida!
Adorei o blog!

Tathiana disse...

Achei mt bacana a idéia do blog! Gostei mesmo.
Ver as idéias diferentes, colocar assuntos sobre os quais pensar, respeitando a opinião de todos... Isso é blogar! Parabéns.
Bjs.

Euzer Lopes disse...

Uma única passagem de seu texto é a chave de tudo para acabar com preconceitos, julgamentos e afins: "tudo é questão de se permitir".
Permitir, inclusive, que aceitemos que somos diferentes de todos. E que ninguém é mais ou menos por suas particularidades.
Já sou seguidor deste blog. E virei muitas outras vezes por aqui. Seja seguidora do meu também (e comente os posts, sempre tem novidades).

lpzinho disse...

Olá Dama e Amiga de quase 30!!
Bom... eu to aqui aplaudindo ambas as opiniões e argumentos! Do primeiro texto penso nas amizades gays! Tive amigos esporádicos por conta de faculdade e trabalho maravilhosos. O problema é que em um ou dois casos, aconteceu aquela coisa de misturar... e por mais q eu sinta a minha alma feminina, não sinto atração nem pra experimentar. Nunca tive, mas eu acho q é como a Dama escreveu... as pessoas tem q se permitir. Se um dia eu sentir q devo, vou me permitir uai... e sem essa de rótulos... gay, bichinha, emo ou sei lá mais o que.
Acredito que amor é fundamental e qdo falo nele, penso em cumplicidade, carinho, respeito, entendimento.. e que isso td funcione tb químicamente. Infelizmente existe mto preconceito ainda... mas em geral, acho que assinaria embaixo as palavras da Dama, concordando demais com o q escreveu a Q30! =)
Beijos e sucesso.... ah e excelente idéia pro blog e pra pauta!

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, uma "simpatizante quase bi" foi mara...

Mas concordo que cada tem a sua opção para correr atrás da felicidade, sendo que uma dela se reflete na opção sexual da pessoa.

Outro ponto é que há coisas bem piores e devidamente registrado na biblia -ou se esqueceram o dez pecados: matar, roubar, não cobiçar a mulher alheia e etc?- que o pessoal acaba praticando quase que diariamente, mas eu acho que considerar o homossexualismo como pecado é mais devido a um povo insatisfeito com a "forma de felicidade" que escolheram (e por isso se acham no direito de criticar a felicidade dos outros) do que um pecado em si.

Fiquem com Deus, três pessoas.
Um abraço.

paula barros disse...

Belos textos. Já tive amigos gays. Na época fui conhecer uma boate gay. Não me senti muito bem.

Respeito e admiro os que são e se assumem. Entendo as dificuldades e os preconceitos.

Queria mesmo era um amigo gay que gostasse de dançar comigo a noite toda. abraços para todos.

Giselle disse...

Galera do mente discrepante ...
Olha esse assunto é prá lá de delicado, também não tenho preconceito, mas é estranho, não sei, sei lá, não curto muito ver pessoas do mesmo sexo se beijando ..
Mas, é válido que qualquer pessoa possa fazer por ser feliz, agora se é com mulher ou não isso é problema dele e não meu, válido nessa vida é ser feliz, o resto, ahhhh o resto é resto ...
Adorei esse texto prá lá de impactante, rs...
Beijos para vcs ...
Fá, à cada dia me encanto mais com vc, viu? Vc é um encanto de mulher ...

elisabete fialho disse...

Oi viva
A Dama já conhece minha postura sobre o homossexualismo, o resto do pessoal não
POis aqui fica a minha openião.
A mim nem aquece nem arrefece
São pessoas que merecem sempre todo o meu respeito pelas suas qualidades ou até defeitos
Fizeram uma escolha diferente da minha e é só
O pessoal homesexual que pertence ao meu ciclo, são seres humanos fantastcos, que também nunca me descriminaram por eu ser hetero CERTO??? Feitas as contas também lhes assiste esse direito Boa???
E mimam-me, procuram-me e não me dão espaço a eu esconder-me quando estou em baixo
Pessoal em Portugal, bem à pouco tempo um Gay, foi espancado e queimado por um grupo de tarados jovens apenas porque supostamente são muito machos e nada tinham a mão para se divertirem...e assim se lembraram de ocupar o tempo
Foi o ano passado...Em Portugal temos muito esse tempo de gente que fazer???
Acredito infelizmente que não será na minha geração (quarentões)que as coisas mudem por aqui...desculpem a piada mas por cá deste lado do mar as coisas são L...E...N...T...A...S
Vou linkar o vosso blog, para poder mais facilmente seguilo
A Dama, sabe que adoro polémica, problematicas eheheheeheh gostei da ideia de se juntarem num só blog
Já conhecia os três dos comentários, estou em crer que todos juntos faram um bom trabalho
Tudo a correr para o grupo
E como a Dama, já conhece um abraço até esse lado do mundo

Flavih Jones disse...

Muito legal o blog.
A descrição tah um show.

Sobre o mundo gay, eu tbm não tenho muito contato.
Não sou de ficar criticando, mas ainda não me acostumei a ver dois caras ou duas mulheres se beijando.

Mas o post está muito bom.

Beijos, e boa sorte aos quatros, pq eu sei como é dificil ter um blog em conjunto. Mas o blog tah lindo.

Mauri Stern Boffil disse...

adorei-ei (com eco) aqui!

Crazy Bitch disse...

Tudo tem dois lados. Agora o respeito citado em um dos textos é o mais importante. O resto é detalhe.

Dai disse...

Ameei o blog...Maravilhosíssima a idéia de voces..
Está tudo muito lindo, parabéns!
Beijinhos a todos.

sribeiro disse...

Ah...não concordo com nenhuma das duas. Acho que a discussão de homossexualidade (presta atenção no sufixo Autor! Não é doença, tira aquele "ismo" do Confissões.) fica mais interessante qdo se passa pela questão de aceitação da sociedade e não do que seja natural ou normal. Se tudo o que a sociedade não aceita fosse de fato anormal estaríamos perdidos. Sem generalizar, mas, muitas pessoas que acham que gays são anormais também consideram negros menos capazes e judeus um povo esquisito e "menor" por não crer no Messias como os cristãos (eu sei que não é o seu caso Fabi!). Mas entende? O raciocínio é parecido. Mas também não concordo que pra ser uma pessoa livre a pessoa tenha que experimentar algo que não lhe atrai, só por experimentar, só pra "ser" livre.
Uma coisa interessante que eu achei foi a questão das regras nos relacionamentos. Sei lá...relacionamento não tem muita regra. A gente é que cria...se as pessoas se sentem felizes, confortáveis, com toda aquela dinâmica...humm...mais libertina, que seja, né? Não serve pra mim, pq eu sou caretinha e não aguento a onda de múltiplos parceiros (embora me sinta atraída por triângulos, hahaha), mas tem gente que leva numa boa.
Enfim...parabéns pelo blog. Muito bacana a ideia.
Su

Jazz disse...

Adorei o blog!!


Vou linkar nos meus.
http://poucaspalavras.wordpress.com

Ju disse...

Parabéns pelo blog! pelo jeito vou passar muito tempo por aqui!

lendo esse post me lembrei de um filme que eu assiti a um tempo, nem lembro o nome mais a cena era uma mãe falando pra filha lésbica se ela não podia deixar de ser assim!

a resposta vem com uma pergunta tbm, vc consegue deixar de ser humano, biologicamente humano?

bjs

Ciça. disse...

Compartilho mais da opinião da Dama, tenho amigos homossexuais, vou a lugares gls e já tive experiências (e me descobri completamente hétero). E tenho muita preguiça de preconceito.

:*

Fernanda disse...

A idéia central do blog é maravilhosa! Parabéns.

Volto mais vezes, sem sombra de dúvidas!

Mariana disse...

Adorei a ideia do blog conjunto... isso aqui vai ser super animado... ;)

Eu sou tranquila com muitas questões e nao tão traquila com outras. Em relação a homossexualidade eu sou tranquila. Respeito e admiro quem assume publicamente num mundo tao preconceituoso que vivemos. Não sou homo, mas isso é uma questão de escolha, opção... igual vejo para quem é...

beijos

Lis disse...

Acredito que só sabemos se temos ou não preconceito e se aceitamos determinado comportamento quando nos deparamos com ele. Isto inclui amigos,familiares gays...Aí sim,vc precisa se posicionar e as vezes até lutar para que aquela pessoa seja respeitada pelo que ela é.Tenho um amigo querido e um tio que são gays.E para minha família o que nos deu medo é o fato do que eles poderiam sofrer pela identidade sexual que assumiram.O "diferente" sempre choca.Quando olho para eles não vejo o rótulo “Gay”,vejo meu amigo e tio.Vejo pessoas com sentimentos maravilhosos.Concordo com a Fabi qdo ela diz que :”Respeito e desejo que sejam felizes da maneira que desejam viver”.Este é o sentimento mais importante e que é difícil encontrar: querer a felicidade do outro.Adorei o blog e vou continuar visitando.Bjus

Vivian disse...

...o homoxesualismo
existe desde que o mundo
é mundo, e sempre existirão
os contra e os à favor.

eu não gosto de julgamentos.

portanto,
que cada um viva da maneira
que o faz feliz.
quanto mais pessoas felizes,
menos conflitos.

ótimo blog.

vai dar IBOPE

bjus, à todos.

O2 disse...

Oi, gostei da vossa ideia, parabéns pra vcs!

Sobre o tema, ..., vivemos num mundo doente, em que as pessoas se agridem, em que a criança sai de casa armada para matar outra, meu, como raio as criancinhas tem brinquedos de armas qual é o objectivo(!?), e as guerras sem sentido!, religiões que castram que escravizam, violência domestica, abuso sexual... a economia mundial esta um caos, pq as pessoas vivem de aparências e consomem mais do que o que ganham... meu eu vivo em Moçambique, Africa, vejo todos os dias a injustiça escancarada... e depois vejo alguém mto preocupado com a vida sexual das pessoas, a dizer mal dos gays, pessoas que querem amar apenas alguém do mesmo sexo, estão a brincar comigo(!), a igreja a instituição mais hipócrita e pouco clara a dizer uma bacorada destas, ela está ultrapassada, a sociedade mudou, nós evoluímos, os homossexuais sempre existiram, apenas agora as pessoas tem mais liberdade para se assumirem e saírem no armário, as pessoas, todas as pessoas tem o direito de serem felizes, quem é essa gente que diz o contrario? Quem pensam que são para oprimirem quem quer que seja? O tempo da inquisição mudou e eles ainda nos querem impor as suas regras caducas e hipócritas.

Aproveito apenas a oportunidade para dizer o seguinte, muitas vezes na ânsia da aceitação tomam-se atitudes radicais de certos grupos de minoria, muitas vezes esses mesmos gays que sofrem por não serem aceites, não aceitam os outros hetero e mesmo be, gera-se uma atitude pouco coerente, as mesmas pessoas que acusam fazem os mesmos erros, não vejo pq tem que ser assim, eu sei que em todas as revoluções ha extremos, mas conheço tb alguns gays, que vivem as suas vidas tranquilas, e que não se juntam ao “grupo” pq tb não concordam com muita atitude extrema que vêem.

No entanto eu não sou pessimista, acho que a alteração de mentalidades já se começa a notar, e acredito que se as pessoas agirem com mais calma serão melhor compreendidas e respeitadas, melhor aceites, a mudança começa em nós, na educação que damos aos nossos filhos, nas escolas, é preciso haver uma alteração ponderada de comportamentos, para se mudarem mentalidades levam-se anos, tem que haver essencialmente respeito por pesssoas, de parte a parte, e uma educação sexual que nos faça ver desde crianças que podemos ser todos diferentes e viver numa sociedade mais justa, menos hipócrita.

Beijao para os 4.

Jan disse...

Muito bom o blog!
Acredito que mesmo não concordamos com tudo que leremos aqui é importante esse exercício de respeito a opinião do outro e também que essas discussões só tem a contribuir para nosso vida.

Sempre estarei por aqui.
Bjs

Autor disse...

Como Mr. Angel ficou com ciumes pq não foi convidado a participar do blog e disse q não comenta aqui, mas comentou no meu blog, segue abaixo comentário deixado por ele lá:

---

como me nego a postar nesse blogzinho de merda, vou fazer minhas considerações a respeito do mesmo aqui mesmo!!! porque como diria Maysa:
“todos acham que eu falo demais…”
o texto da fabi é bem franco com relação ao estilo de vida gay… como gay posso dizer que sou um dos mais santinhos… mas a maioria é tudo puta mesmo e não adianta falar que não é… mas peca ao falar que não é normal… hoje em dia… gay é tão comum e tão normal… como diz a dama da noite… não há quase preconceito e nem tem como ter…

with love

mister angel.
ps: eu sou hetero agora, não se esqueça!!!

www.misterangel.wordpress.com

---

E tenho dito

DO disse...

Tenho certeza que este blog vai bombar!!

SUCESSO!!



http://www.ramsessecxxi.blogger.com.br/

MELISSA S disse...

As pessoas têm direito a ter suas próprias opiniões a respeito da homossexualidade. O grande problema é o preconceito, as oportunidades que os homossexuais perdem no mercado de trabalho e até a maneira pela qual eles são retratados no cinema (sugiro a leitura do artigo do João Moreira Salles na Piauí desse mês). Isso ainda acontece. Acho lindo qdo dois homens ou duas mulheres andam de mãos dadas nas ruas. Pq ainda é preciso uma grande coragem para isso... Viva o arco-íris, viva a liberdade das pessoas se amarem como quiserem. Quem disse que as regras seguidas há milênios devem ser seguidas para todo o sempre? Cada um vive um relacionamento como acha que deve viver. Ser fiel ou adorar uma putaria não faz ninguém pior q ninguém. Toda imposição de regras carrega em si mesma um germe de ditadura. Bjs

Gay Alpha disse...

convite aceito. e tens razão. aqui transpira polêmica e conteúdo. parabéns!

...vdj... disse...

Gostei do blog... vou acompanhar!

Saudações!

[]'s
.
.
.

du disse...

...parabéns pelo blog...

...e sobre os textos....

...putaria tem em todos os setores né? ....talvez os gays ganhem mais notoriedade por relcionarem diretamente o comportamento homossexual com promiscuidade etc....

...e nada mais interessante do que se permitir ir além....rs

.abraço

Syn (apses) disse...

Bom... sobre a Quase 30, é seu direito não achar a homossexualidade assim tão natural. Assim como não acho natural ver um casal hetero se beijando vulgarmente, nem um "pegador" que come todas as gatas deixando uma mulher/namorada/esposa em casa (que aliás, infelizmente pode ser você)... Discordo quando vc fala em "putaria", ela existe com frequência igual entre heteros, homos, bis, trans e etc. As pessoas não são a sua orientação sexual, mas sim seu caráter! E esse é um ponto em que concordo plenamente com vc, inclusive quando tb fala sobre respeito, que é sem dúvida fundamental.

A opinião da Dama já me é conhecida e compartilhada. Acredito que as tentativas enriquecem o nosso auto-conhecimento e abrem horizontes, mas tudo nos seus devidos limites. Esses conceitos pré-formados e bombardeados contra as massa são obras mal fundamentadas e na maioria das vezes "sujas" de hipocrisia ou de interesse pessoal. Antes de julgar, PENSE!

É normal ser diferente. Aliás, essa é a grande premissa deste blog, que já dá pra prever um grandioso sucesso!

Abraços aos 4 protagonsitas deste sucesso!
(Beijão pra Dama amiga)

Moni disse...

well, well, well... acho q cada um sabe o q faz da sua vida, e cada ser humano deve respeitar o outro em sua pleitude, seja qual for sua raça, religião ou sexualidade... beijos

entremeado disse...

Humm..
Gostei do blog e da idéia de vocês.

Sobre o texto, gostei , bem sincero.
Eu ainda acredito que as relações gays possam ser iguais as HTs, por mais dificil que pareça, eu ainda acredito.E quero casar, ter dois filhos, um cachorro e ser muito feliz.


beijão.

Daniel

Bill Falcão disse...

Hehehe!!! Tá certo, cada um faz o que quer, é meu lema. Apesar de só gostar de mulher, tive amigos gays e nunca tivemos problemas.

(O engraçado é que o Google segue os assuntos dos posts. Vejam o anúncio que saiu aqui do lado direito: "Site gay gratuito - converse e encontre milhões de gays!")

Bjooooooooo!!!!!!!!!

Pelos caminhos da vida. disse...

Sucessos para vcs com esse espaço,adorei,posso linkar?

beijooo.

Celamar Maione disse...

Adorei a ideia.
Gostei do assunto e do ponto de vista da " Quase Trinta" e também da " Dama".
As duas foram coerentes nos seus pontos de vista.
Parabéns !
Beijos e sucesso.

Dadox disse...

Demorei a entrar e perdi a inauguração. Mas estou aqui marcando presença. Gostaria de lembrar a todos, que não entendo ser gay como opção. Afinal, seria muito mais fácil ser hétero, não é verdade? Quem gostaria de decepcionar seus pais, família ou entre tantos por dizer que é gay? Perder emprego, "amigos" entre outras coisas por assumir sua homossexualidade? Bem, esta é minha opinião. Carper diem.

Chapeleiro Noturno disse...

Legal essa idéia de criar um blog de debates.

Já lia sempre a Dama de Cinzas e agora vou bater o cartão aqui tbm.

Sucesso!

Codinome Beija-Flor disse...

Demorei! Mais cheguei.
E as minhas meninas falaram bem demais aqui.
Faz pouco tempo que conheço "Quase Trinta", mas tenho especial carinho pelo que escreve, ainda não sei se foi pela semelhança do que ela passou com o que passei. Mas que a danadinha é boa com as palavras, isso é fato.
Já Você DAMA DAS CINZAS, sou pra lá de suspeita né, "amor antigo, muito mais legitimo que havainas"; pessoa que tenho admiração, respeito e mais uns dois quilos de seda rasgada, que você merece.
Essa união só poderia resultar em temas que nos fazem pensar.
Eu que era absolutamente ignorante (por preconceito) aprendi a ter respeito ao ser humano, independente da opção sexual que tenha.
Só nós podemos optar pelo que verdadeiramente nos faz bem.
Parabéns as duas (aos quatro).
Bjos

Codinome Beija-Flor disse...

Demorei! Mais cheguei.
E as minhas meninas falaram bem demais aqui.
Faz pouco tempo que conheço "Quase Trinta", mas tenho especial carinho pelo que escreve, ainda não sei se foi pela semelhança do que ela passou com o que passei. Mas que a danadinha é boa com as palavras, isso é fato.
Já Você DAMA DAS CINZAS, sou pra lá de suspeita né, "amor antigo, muito mais legitimo que havainas"; pessoa que tenho admiração, respeito e mais uns dois quilos de seda rasgada, que você merece.
Essa união só poderia resultar em temas que nos fazem pensar.
Eu que era absolutamente ignorante (por preconceito) aprendi a ter respeito ao ser humano, independente da opção sexual que tenha.
Só nós podemos optar pelo que verdadeiramente nos faz bem.
Parabéns as duas (aos quatro).
Bjos

Andréia disse...

eu tinha uma legião de amigos gays no ginásio e sempre soube mas eles n tinham coragem de me contar.. acho que só me contaram msm no colegial e minha opnião em relação a eles nunca mudou, pq acima de tudo eu gostava dele pela personalidade e não pela orientação sexual...

Mulherzinha Sim! disse...

O texto que mais me identifiquei foi do de Quase Trinta porque procuro não analisar a orientação sexual dos meus amigos. Apenas os aceito pelo que são, pelo caráter.

Quando passei a conhecer mais o mungo gay, achei um pouco estranho. Mas, depois, vi que aquelas pessoas não faziam mal nenhum a terceiros; apenas queriam ser felizes a sua maneira.

Sobre essa parte que El Negro escreveu: "Tenho raízes na igreja católica, sou formado em engenharia e hoje faço administração. Esse é um pequeno exemplo do pouco, ou nenhum, contato que tenho com o mundo gay"... Não quer dizer nada, pois há gays em todos os lugares e profissões. Sobretudo, os que ainda não tiveram coragem de sair do armário.

angelo alfonsin disse...

Bravo Dama, bravíssimo! sempre na vanguarda contra o atraso e o fascismo tupiniquim.
Mesmo com minha mãe a dois passos do nada, não deixei de querer te ver.
beijo

Desarranjo Sintético disse...

Acho que a Dama encerra o assunto e definitivamente concordo com ela!

Bjoks!